quarta-feira, 8 de março de 2017

museu-eu

museu-eu, museu-mim,
tantas coleções, estátuas nos jardins

de reinos nunca habitados
de aldeias e coisas de caça
de civilizações quase-prósperas
mesa cama cadeira taça

de lugarejos que nunca vi/vi
de habitações em que passei rápido
sou de passado, é o jeito, é fado
no revirar constante, os tempos

adornos de cabeça egipto
tokugawa espadas samurai
painéis muitas cores basquiat
moedas do pirata que mais trai

museu-eu, museu-mim,
tantos corredores, nem se vê um fim

Nenhum comentário: