quarta-feira, 10 de agosto de 2016

quisera ter levado pessoa para passeio em joão pessoa

Estar em uma cidade que você não conhece é um tanto como se sentir como um - um estrangeiro, logo um estranho, um anjo, um mensageiro. Estranho aos prédios todos de lá. Anjo pois meus sentidos são outros, bem como minha voz. E logo mensageiro. Parece que acontece: cantigas dentro, descobrir linguagens línguas tatuagens, mares, mergulho em um, derramar-se, 
                                                                                                                   sensações, mundos devaneios. Jogos que acontecem. Deparar-se com um temor, vê-lo a sua frente. Opa, é assim que começa um capotamento. Hetero-descontruído-que-beija-rapazes,  nome do auxiliar do sherlock, nome do herói grego, nome do meu colega do mestrado, nomes, pra que tantos, cachaça que se faz presente, eu mergulhei sim. Mermão, aqui é sereia. Certamente. Táxis caros. Busões demorados. Descer no ponto errado. Papos, possibilidades, desejos, interesses, completar palavras mentalmente, adivinhar signo e depois data de aniversário, as coisas que não são ditas, as pessoas que acontecem se pá que nem cometas, e a beleza de qualquer cometa, desejo, deliro, suspiro, atiro, giro giro, beijo beijo,

Nenhum comentário: