sábado, 20 de fevereiro de 2016

tons de azul

o muro, o rumo, o muro,
corpos de bacon, tinta vermelha,
devir acontecimento, devir rasgo,
uma cama pode conter meu corpo em espasmo,
mas jamais a potência crua

vago sigo sua pele, recordo
subversão da pintura em tinta, manchas
espalhadas uma ou duas ou três, é
todo o caminho que alucina

pode ser simples pode ser mais simples
pode ser mais simples ainda estamos à deriva
e cantamos em outras línguas

móveis
flutuam pela sala

tons de azul

Nenhum comentário: