segunda-feira, 9 de novembro de 2015

passo, passo

passo, passo, passo,
agruras, nervuras, medidas,
a saia que cai, ao dançar pisa na barra
e a nudez é um quase, passo
por isso, por cada qual, um dia inteiro sem
um sorriso,
um estender de mão,
passo, passo, tropeço,
caio de joelhos, cadafalso, guilhotina,
a revolução certamente me deixaria sem cabeça, o mundo
de tudo que é torto e trato desfeito, passo,
sigo,
sing, I sing,
chi que se esvai pelo sumidouro, chuva transbordando bueiro,
um passo, dois passos, três passos, mais alguns passos,
há de alcançar, eles dizem,
eles dizem, eu me digo, digo, não nego, quando digo
diogo não digo diego, não chamo nada pelo nome
certo, é elaine ou eliane?
tento,
não passo,
e passo:
não é minha vez,
passo rápido e chuto
o mindinho no portal e ele fica roxo por dias e
verde também e não sei prever quanto tempo vai
durar a dor que não passa sou
o mindinho
do pé
direito
agora torto

Nenhum comentário: