segunda-feira, 24 de agosto de 2015

verde e amarelo

veja emília
a brincar pelo campo
verdejante, extenso, reluzente,
tal o olhar é profundo e longo

escapatórias e escapes
tremulam como bandeiras
em verde a tomar
ruas casas campinas

e no final longo e profundo
mas nada amargo, encontrarás
(presente) o também imenso
e também verde, mar oceano

triângulos, trapézios,
na, verde de novo, lousa,
e marcas de mão e nuvens,
o céu que também é verde

escurecidos os carvalhos
tocam uma canção cega
de deixar em pé

e amarela que tem
um gosto indefinido
e um som de oboé

Nenhum comentário: