sábado, 13 de junho de 2015

não

coração bomba
coração belo
coração bigorna
coração santo antônio

tentações tentativas
laceradas
descem o escorregador

com deus não se brinca,
e ele ficava sozinho no canto

elliot smith morreu
nick drake morreu
jeff buckley morreu
e eu não poderia jamais estar me sentindo bem

eu prefiro não
eu definitivamente prefiro não

quando um idioma se intromete
não há muito o que fazer
exceto deixar ele abrir caminho

nesse caso, sim
nesse caso, definitivamente sim

não fale do computador
não mencione os dedos
esqueça a cabeça
coração bomba tic tac

eu não sei nada,
pessoa não sabia,
plath não sabia,
hilst também não sabia,
e ginsberg não sabia

eu não vou escalar a montanha
a boa vista não compensa
esse não é meu monte roraima
essa não é uma novela das nove da globo
os abutres sequer vão encontrar meu corpo
serei tão anônimo que jamais voarei
nem na barriga de outros

abra sua boca
e tente me digerir meu corpo
parte de mim será de você
parte de mim vai pelo esgoto

quando os canos tiverem entupido
tudo vai vazar e inundar a cozinha
e os livros também ficarão molhados
porque foram deixados no chão
alguém esqueceu os livros no chão
o lugar dos livros é no chão

coração bigorna
fale alguma coisa
coração não tem boca
bigorna não tem boca
não fale nada então

consulte os registros
veja de onde você pode retomar
qual a ligação que pode ser feita

telefone não toca
motor não pega
impulso não flui

luz acesa/luz apagada
todos os corpos que já entraram em mim
e também os que jamais entraram
mas que de alguma forma entraram
são muitas as formas
poucos os encaixes

um toque na face
um pouco de simpatia
uma palavra doce
uma explosão
uma garrafa quebrada

a guerra foi tão grande
ceifou tantas vidas

banalidade é uma palavra banal aqui
quando se passa tanto tempo
dizendo a mesma coisa
ou quando não se diz mais
com o peso do que se deveria ter
ou seja, com o peso da bigorna,
o coração flutua, o vento leva,
o coração já é só fina poeira

alguém falou alguma coisa
e não fez diferença

não fale disso
não fale daquilo
não mencione os pés gelados
não mencione a escalada que você começou
e nunca terminou
ninguém está interessado em seus fracassos
ninguém está interessado em você

e se você procura
com força o suficiente
você encontra

não.

Nenhum comentário: