domingo, 24 de maio de 2015

prova da dor

"Faço a prova da dor como um médico que pinça o músculo para saber se está anestesiado. Eu pinço a minha memória. Talvez a dor morra antes da nossa própria morte. Faço a prova da dor e recordo as despedidas, uma diferente da outra. Às vezes, erguíamos a mão. Às vezes, nos abraçávamos."

trecho da peça Kassandra in process do grupo Ói Nóis Aqui Traveiz
in: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/90609/248788.pdf?sequence=1&isAllowed=y
pg 72

Nenhum comentário: