segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Por Isso Que

Você deitado na cama com os pés do lado da minha cara
E eu também deitado na cama
Tocando, cada um, no silêncio que havia dentro
Mas uma uma canção do lado de fora
Embalava
Fazendo, cada um, paisagens dentro da cabeça
Por assim: sós
E completamente inteiros

Nenhuma parte sua
Encostava em mim
E foi assim que procurei sua mão
Sem ver que o fazia

E a gente se propôs
Sei lá eu ou você com a idéia
De falar alto a primeira coisa que estivesse na cabeça
E na hora, os dois ficaram calados,
Ofegando

Sonhar tem mesmo dessas
     De não fugir fácil pela boca
Só se escorrendo escorregando
   Vindo de sei lá onde,
       E levando pra lá onde

Eu pensava em nuvens gordas num céu azul pra caramba
Você pensava numa grama verde de cegar os olhos,
A gente então disse

Mas nenhum de nós sabia se o outro dizia mesmo

Mas eu comentei que era um cenário bom pra um piquenique

E você disse que parecia muito uma cena de filme

E a música que tocava era Rocket Man do Elton John
E era uma tarde de agosto e fazia calor
E poderia ser que houvesse muita vida ainda pela frente
Mas nem parecia

Nenhum comentário: