sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

montar o bicho que quiser

poder fazer com que seja tão somente o desejo de compartilhamento de uma experiência passível de ser vivenciada, de uma experiência idiossincrática, de um feixe ímpar e único de relações. ou seja: doar uma visão, um lampejo, ou um cataclisma, a um outrem. sabendo que ele vai pegar essa experiência coisa e montar do jeito que ele quiser. montar o bicho que quiser. exatamente como o bicho da lygia clark.

Nenhum comentário: