segunda-feira, 19 de março de 2012

abestando

ermidando,
desencaminado,
des arbres, des feuilles vivent,

e meu, e eu, e teu tua,
a gente ri, chora, comemora,
e por aí vai.

será que vou pegar a doença do caramujo?
será que vamos?

a gente para e chora
quando precisa
depois levanta,

e de repente, mais uma vez,
descoberto
& desabrochado.

Um comentário:

Luiza disse...

eu tenho medo da doença do caramujo, beto.