quinta-feira, 27 de outubro de 2011

drume, neguinho, e levanta

o que não me arranha, me arrisca,
topázio, turmalina, ametista,

(sem decoro
mas decorado)

cal branca, a melhor tinta,
nuvens cheias e chuva
que cai que salva que cai que salva
que vai que valsa que vai que valsa

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

saídas e bandeiras

sim, por vezes, tantas, preciso: aquele homem mais sólido que a maré,
também disso é feito melhor dançar:
pra afogar tem hora